E a esperança? Não morreu!

Porque os nossos olhos tem dificuldade de aceitar a simplicidade? A vida é tão difícil que quando concretizamos nossos sonhos ficamos desconfiados, céticos. Não sou uma pessoa consumista, nunca fui! Sonhar com minha casa arrumadinha sempre foi algo constante, porém os custos de obra são altíssimos e gastar com algo não planejado é inevitável. Toda essa saga começou em janeiro deste ano quando iniciamos a construção da varanda gourmet, porém, em fevereiro o pedreiro sofreu um acidente (aparentemente sem sequelas) e nos informou que não trabalharia mais, já que com o incidente bateu a cabeça, perdeu o carro e daria entrada em um processo de indenização (boa desculpa?). A verdade é que não colou o tal argumento! Não sei se ele “passou a perna” ou se realmente ficou doente. Não posso julgar, mas ele não voltou e o pior é que já tínhamos pago toda a mão-de-obra, pasmem! O resultado: obra inacabada, materiais de construção dentro de casa, móveis amontoados e ausência total de grana! Peraí, mas agora começa a parte boa! Em meados de junho, descobri que um grande amigo da família também era um pedreiro de mão cheia (eu realmente não sabia que ele era pedreiro! Voadaaa!) e “mil e uma utilidades”; é eletricista, pintor, incrivelmente competente e talentoso! Sensibilizado com “nossa triste história” ele resolveu nos ajudar e reduziu o valor da mão-de-obra para finalizarmos a varanda, substituir os pisos e pintar o interior da casa, sensacional! Semana passada fomos à Leroy Merlin e compramos o restante dos materiais. Estou chocada como o andamento da obra e apesar de minha incredulidade passageira, agradecida pelas bênçãos. Obrigada SENHOR!

Deixamos um pouco a varanda de lado e atualmente, iniciamos o assentamento do piso na área interna. Então vamos lá! Não reparem a baguncinha da primeira foto, já estávamos no processo da reforma, então esse é o resultado de móveis amontoados (hihihi!)!

Quarto Solteiro Antes

Quarto Solteiro Antes

Para assentar o piso sobre piso é importante retirar todos os rodapés. Em minha casa, estes eram de cerâmica o que deu um grande trabalho, mas valeu a pena pelo resultado.

Para assentar piso sobre piso é necessário retirar os rodapés.

Marido quebrando rodapés

Nós escolhemos um porcelanato retificado, 60×60 e polido da Polo Glass. Eu não conhecia essa marca, mas tivemos muita sorte por estar em promoção, já que o piso é belíssimo!

Porcelanato

Porcelanato

Abaixo, o assentamento do porcelanato sem o rejunte:

Assentamento de piso sobre piso

Assentamento de piso sobre piso

E aqui, faltando somente limpar o piso e pintar as paredes:

Rodapés e rejunte

e Rodapés e rejunte

Não vejo a hora de finalizarmos essa reforma para iniciar a decoração dos cômodos e claro, como o dinheiro tá pouco, o jeito é ser criativo! O resultado desse improviso compartilharei com vocês! Beijos!!!